domingo, 28 de fevereiro de 2010

We Can Do Anything



Ora aqui está algo que dispensa qualquer tipo de comentários =)

O primeiro dia que a ouvi, a primeira vez que a comentei. Dois significados, duas formas tão marcantes !

A música persegue-me... "não há coincidências".

Das duas maneiras, não, não quero ir-me embora...

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Recordações V.E. I

Exausta ! Talvez seja a palavra que melhor me define hoje. Tenho no rosto umas olheiras enormes, transporto um cansaço tal que me deixa com um humor...excepcional !
Bem mas esquecendo como estou hoje, ontem houve uma série de momentos (serão momentões?) que ficarão gravados durante muitoooooo tempoooo.
Adorei ver Lisboa, ainda que meia cinzenta. Adorei ganhar uma mochila (que combina com os meus olhos xD) no MacDonalds. Adorei beber um belo cappuccino no Starbucks (as recordações londrinas...aieeee!). Adorei comprar aquela camisa (como sempre com riscas! será panca?). Não ficam atrás as conversas durante a espera no autocarro, as brincadeiras em plenos audítórios universitários.



Destaco, ainda, alguns que merecem especial atenção:
1 ) "-Como se chama? - Ana. - Não, não, não! O seu nome !"

2) "Ah é que há gente da vossa idade que diz chamar-se Asdrubal e Acácio... Como é o seu cappuccino, Felismina ?"

3) "O que está visto, visto está."

4) Corredor da Universidade = Local de gravação da novela "Deixa que te leve"

5) Campo de Rugby com bancadas azuis = Local de gravação da "Lua Vermelha"

6) Speedy Gonzalés dos Powerpoints

7) "Pode ficar com o talão. - Obrigada. - De nada! - (amachuca, deita fora o talão) - Não acredito que fez isso ao meu talão!!!!!! - (chocada, assustada) - É isso que faz às prendas que lhe dou ?! - Desculpe... Vou já tirá-lo do lixo."

8) "Pro ano em vez de pedires comida à tua mãe, compras uma bimby."

9) "A matemática está em todo o lado ! Por exemplo : derivada de pi + pi ao quadrado = tau ao quadrado. Ou então: para toda a derivada de pi existe pelo menos um pi ao quadrado."
Sucintamente, ontem, dia 25 de Fevereiro de 2010, além da rota da matemática na Faculdade de Medicina Veterinária, vivemos uma autência rota dos shoppings e das novelas portuguesas.

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

V.E. I

E as visitas de estudo vão começar ! =D

Sempre tive uma sorte dos Diabos... As turmas em que estive sempre tiveram uma agenda preenchidíssima, não só em testes, como também em visitas de estudo. Os professores organizam-nas mas depois estão-se sempre a queixar que andamos sempre a passear, que temos muitas saídas, blá blá blá. (Vá-se lá percebê-los!)

Amanhã, num dia (supostamente) chuvoso, vamos ver Lisabonna. Vamos cheirar a brisa do rio, sentir o vento lisboeta de Pessoa. Vamo-nos perder naquelas ruas fascinantes e, entre sonhos juvenis e adultos, vamos sorrir.

Lisboa...


Não podem faltar os primorosos pastéis de Belém =)

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Here I Go Again

Sem saber bem porquê, esta música não me sai da cabeça...
Um agradecimento ao Ídolos que, embora já tenha acabado, ainda nos deixa a cantarolar as músicas cantadas pelos nossos Ídolos.



Sabe bem num dia exaustivo...

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Aviso !

Se tiveram um dia excelente, repleto de bom humor e em que até nos dizem que estamos especialmente bonitos e felizes, se tiveram uma aula de código (ou outra qualquer) que correu melhor do que seria esperado, em que riram, choraram até não poder mais, por favor, repito!, POR FAVOR, não vão correr de chuteiras... em alcatrão !
Quando a chuva ameaça e o treinador se passa por causa da equipa ter abandonado a equipa, não vão ao treino. Fiquem em casa, no quentinho, a beber o belo chá de Frutos Vermelhos (humm...). Caso contrário... Olhem têm à vossa espera uma corrida de 10 km pela berma da estrada... de chuteiras !

Não são estas as minhas mas bem que podiam ser aquelas que me queimaram os pés... GRRRR !

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

É que há com cada ...

Há coisas que assentam que nem uma luva a uma simples conversa, a um simples desabafo...
"Às vezes, no silêncio da noite Eu fico imaginando nós dois Eu fico ali sonhando acordado, juntando O antes, o agora e o depois"
Depois da perdição na Invicta, amanhã, a uma Quinta (que mau gosto!), regresso à última metade do secundário. E começa bem... TESTE !

terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

Reflexão

É complicado tomar decisões... Os relógio não pára de tictaquear... E os momentos vão e vêm, deixando a sua marca natural.
Já falta pouco tempo para partir, o ano lectivo já vai a meio. Isto quer dizer que já vivemos metade do que falta viver até ao fim, que já passámos juntos metade do que ainda temos de passar até à despedida.
Cada vez mais está na altura de pensar, de levar tudo a um destino. Mostrar a valentia, a essência lusa das armadas de Vasco da Gama, atingir o estatuto honrado de ser verdadeiramente Portuguesa.
" E Não Menos Por Armas Que Por Letras... "
Força Áerea Portuguesa

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

Ídolos

Falando a verdade, este é o programa que nos últimos meses tem revolucionado o país. A terceira edição dos Ídolos, para além de ter sido de todas a mais badalada, é aquela que tem vindo a revelar os melhores talentos musicais do nosso país. É raro encontrar alguém que não tenha um preferido ou uma opinião a dar sobre as últimas galas. O lugar marcado em frente ao televisor nos serões de domingo, é já uma rotina calorosa de muitos portugueses.
A verdade é que está quase a terminar mas, no entanto, irão perdurar memórias dos cromos e dos grandes cantores que passaram na caixinha colorida durante este tempo.
Resta-me dar o apoio final à Diana, desejar que o Filipe continue a cantar (mas no curso de Engenharia Florestal), continuar a cantarolar o Call Me e desejar ganhar o pópó que sorteiam a quem vota (Deus queira que não seja para o sobrinho do produtor...).

video

Ah ! Se puder vir o Pedro Boucherie... Também não me importava... NADA ! ;)

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

Chuva & Rugby

Com a relva molhada, os cabelos pingavam ao som da chuteiras nas poças lamacentas.
É TÃO BOM SENTIRMO-NOS VIVOS !

Birras

Se há coisas que me tiram do sério são birras. A verdade é que, como qualquer outra pessoa, também eu as tenho mas, no entanto, há umas bem estúpidas que só dão vontade de espetar um chapadão e tirar a beleza toda daquelas fronhas !
Odeio que estraguem o espírito de equipa e a vontade de ajudar os outros. Parece estar díficil para uns certos marmanjos perceberem que nem sempre brilhar vale mais do que ajudar, que nem sempre ser o melhor jogador é sinónimo de ser o melhor jogador em equipa.
Mexe cá dentro os olhares tristes daqueles que não têm tantas facilidades... Custa-me vê-los imóveis no palco e ainda me custa mais saber que há gente que nem vê o que faz...nos outros!
Prefiro o jogo em conjunto, a força colectiva vinda do talento de cada um. Tenho sorte em ter uma equipa que não é assim e, se bem que às vezes hajam "TÃO PAH?!", não magoa ninguém.
Depois o auge da maturidade é levarem uma reprimenda e não fazerem mais nada... Nem por eles, nem pela equipa... Como se fizessem muita falta !




Tenho um feitiozinho de merda mas chiça... há bem piores que eu !

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

Teorema de Bolzano - Cauchy

" Designado também por Teorema dos Valores Intermédios, é um teorema com grande significado na determinação de valores específicos, nomeadamente zeros, de certas funções reais de variável real. Este teorema foi enunciado pela primeira vez em 1817, por Bernard Bolzano (1781-1848), um sacerdote, matemático e filósofo, nascido em Praga. É-lhe também por vezes associado um co-autor de nome Augustin Louis Cauchy (1789-1857), matemático e físico francês, discípulo de matemáticos conterrâneos como Pierre Simon Laplace e Joseph Louis de Lagrange.
O referido teorema pode ser enunciado da seguinte forma:
"Se é uma função contínua num intervalo fechado , e k um número real compreendido entre e , então existe pelo menos um valor real c, pertencente ao intervalo aberto tal que = k ".



Como exemplo esclarecedor, consideremos é uma função contínua num intervalo fechado . Se traçarmos uma recta horizontal y = k, em que , esta intersectará o gráfico de em pelo menos um ponto, neste caso de coordenadas (c, k).
No caso particular de k = 0, a recta será y = 0, ou seja, o eixo Ox, pelo que cada c corresponderá a um zero de . Por isso mesmo, este teorema tem especial importância na localização de zeros de determinadas funções (principalmente funções em que não é possível obter os seus zeros por meros processos algébricos), através de um seu corolário, que a seguir se enuncia:
"Se é uma função contínua num intervalo fechado e e têm sinais contrários, então existe pelo menos um valor real c, pertencente ao intervalo aberto tal que = 0", ou de outra forma, "se é uma função contínua num intervalo fechado e x <> num intervalo aberto ". "


Perceberam ? ;)
É nisto que a minha vida se tem baseado (que mentira... xD). E tal como diz a A. : " Estou desejosa que venham as derivadas ". Oh miúda vamos acabar por nos aborrecer, não vamos ? xP

Teste, blá blá blá, mandar trabalhos atrasados, blá blá blá, regresso da BAM (rápido, please!), blá blá blá, PARABÉNS RAMALHO =D